Category: Moda


Gisele Bündchen na capa da Vogue Coreia

O grande marco da edição deste mês da Vogue Korea é a tendência militar, e ninguém mais, ninguém menos que   Gisele Bündchen é a grande aposta, tanto na capa quanto dentro da revista. E na capa ela aparece na foto mostrando sua barriga, literalmente, exibindo que, de fato, reverteu os efeitos pós-parto de seu corpo!

Então acostume-se, pois Gisele está de volta!

Os clics são assinados por Nino Muñoz e o styling ficou por conta de Katie Mossman. Com muito garbo, nas imagens do editorial, a nossa über model mostra o quanto além de estar de volta, ela está  em perfeita forma também.

Uma das grandes tendências apresentadas nas últimas semanas de moda foi o militarismo que, tanto nacionais quanto internacionais, deve continuar forte também na próxima estação. Não esquecendo que, a edição de março/2010 da Vogue America já trabalhou a idéia em um editorial, “desta vez é a Vogue Korea que vem nos presentear com o que há de melhor dentro dos looks inspirados nos uniformes militares, trazendo a glamorosa modelo brasileira.

Outras fotos para incrementar e ilustrar:

Bônus:

Anúncios

Coco avant Chanel

Audrey Tatou em Coco avant Chanel

Coco avant Chanel (2009 – escrito por Anne Fontaine) conta a vida de Gabrielle ‘Coco’ Chanel (Audrey Tatou) antes de virar a famosa estilista francesa. Abandonada pelo pai em um orfanato quando criança, Gabrielle aprende a ganhar a vida cantando em cabarés e sonhando com fama e riqueza. Uma mulher fora de sua época, que não aceitava as convenções da sociedade, e que pela primeira vez na história preferiu o conforto à beleza. Chanel deu o primeiro passo para o fim do espartilho, delineando o corpo feminino apenas com o caimento do tecido e cintos.

Já adulta, Coco conhece a praia. Ao ver um grupo de marinheiros retirando uma rede do mar, ela apaixona-se pelo uniforme listrado em azul e branco. Chanel incorpora o modelo em seu guarda-roupa e até hoje ele é símbolo de charme e elegância introduzidos por ela.

Incompreendia por seus contemporâneos, Coco chocava com suas vestimentas e sua atitude. Ela não gostava dos vestidos exagerados e das flores e fitas que os enfeitavam. Chanel preferia a sobriedade, a discrição e acima de tudo o conforto. Ela desafiava as regras vigentes de comportamento na sociedade do século XX. Chanel usou calça, gravata e montava a cavalo como os homens. Acima de tudo, ela não aceitava ser oprimida pelo machismo.

Iniciou seus trabalhos na moda fazendo chapéus para a alta burguesia e nobres. Apaixonou-se por um inglês que a ajudou a nos negócios. Após a morte dele, Chanel lança sua primeira coleção – uma ruptura dos paradigmas estabelecidos. Nascia uma estilista e a lenda da moda contemporânea. Até hoje, a Maison Chanel é símbolo de classe e elegância.

-

-

-

-

Inverno democrático

Post um pouco diferente da linha do Embromar, mas vamos lá…

O inverno europeu trouxe dois momentos antagônicos. De um lado a volta dos anos 80 com a cor fluorescente;  do outro o estilo Rocker através do preto e das tachas.

As combinações são infinitas.  O flúor está presente desde roupas íntimas combinadas com a transparência até peças monocromáticas. O desfile de outono/inverno da Marc Jacobs trouxe ainda a sobreposição dessas cores no look.

Desfile Outono/Inverno Marc Jacobs

É difícil manter a discrição com essas cores, por isso a Marc Jacobs também criou acessórios para quebrar a seriedade do look. A Schutz fez bolsas pequenas no estilo Chanel com as cores fluorescentes.

Bolsa Marc Jacobs

Bolsas Schutz

O Rocker já esteve presente no verão, mas será intensificado no inverno.  As tachas aparecerão em botas, peep-toes, cintos, bolsas e em todos os tipos de roupas. A principal combinação é o preto com o dourado. Assim como as cores cítricas, o preto trouxe a transparência: nesse caso, a renda negra. Ela esteve presente nos desfiles outono/inverno das  principais grifes. Abaixo, você confere algumas peças.

Coleção Ralph Lauren Outono 2010

Givenchy

Gucci

Acessórios com tachas da Schutz