brad_pitt_inglorious_basterds_movie_posterVocê já imaginou ficar tenso, apreensivo, com nojo e rir no mesmo filme? Isso só é possível em um filme de Quentin Tarantino. Bastardos Inglórios é o tipo de filme que você fica feliz ao sair do cinema.
Tarantino propõe outro final para a segunda Guerra Mundial (que eu não vou contar para não estragar o filme), e essa é uma das grandes sacadas. Você entra em dúvida se acredita que o final continuará o verdadeiro, ou se mudará.
O filme se passa na França ocupada por nazistas. Isso faz com que o filme seja falado praticamente todo em francês e alemão. Os diálogos passam sutilmente para o inglês, e transmitem uma veracidade incrível para a história. Destaque para o austríaco Christoph Waltz, o vilão do filme. Seu personagem, um militar alemão que caça judeus, fala também inglês, francês e italiano, todos perfeitamente!
As cenas violentas são frequentes, mas bem temperadas de sarcasmo. O detalhe do vermelho intenso, close nos escalpos e a gota de sangue na ponta da faca são a transparência de um dos filmes de Quentin Tarantino.
A trilha sonora é outro motivo do sucesso do filme. A presença de ‘Cat People‘, do David Bowie, é desconcertante com o movimento do filme, mas é ao mesmo tempo inquietante. Nesse aspecto o filme está redondo. Apesar de ter duas horas de duração, não é cansativo. A estrutura foi dividida em capítulos e isso deixa o filme maleável.

Quentin Tarantino, escritor e diretor

Quentin Tarantino, escritor e diretor

Se você quiser conferir outros filmes de Quentin Tarantino, esses são os imperdíveis: Pulp Fiction, Kill Bill, Assassinos por natureza e Sin City. Aconselho O Albergue somente para os que têm estômago para ver Jogos Mortais. O filme de Tarantino consegue ser ainda mais nojento e sangrento que o do torturador Jig Saw.

O filme Pulp Fiction já virou clássico do cinema, com John Travolta e Uma Thurman

O filme Pulp Fiction já virou clássico do cinema, com John Travolta e Uma Thurman

Assista Bastardos Inglórios e deixe seu comentário!

Anúncios